x

Mitos e verdades com o Método Nobreza Tapioca é mesmo saudável?!

Nesse mês tão focado em saúde e bem-estar, nós descobrimos o Método Nobreza e até falamos sobre ele numa entrevista exclusiva com a Letícia, co-criadora do método e health coach. Aliás, a conversa com ela foi tão esclarecedora que fizemos várias outras descobertas, como mitos e verdades sobre alimentos que foram considerados vilões por muito tempo – e nem são!

Outros, considerados saudáveis, acabam sendo mais prejudiciais e até atrapalhando seus objetivos. Isso acontece porque muitas vezes a informação chega pela metade para as pessoas. Por isso mesmo, fizemos esse especial para explicar algumas coisas.

Então vamos lá:

TAPIOCA

Tá cheio de tapiocaria por aí, né? E tapioca é ótimo, não tem glúten, é super versátil, faz doce, salgado, mas... Descobrimos que ela nem sempre é o ideal para sua alimentação, sabia? Isso acontece porque seu índice glicêmico é muito alto.

Índice glicêmico é a velocidade com que seu corpo vai absorver aquele carboidrato e ele vai ser transformado em açúcar. O da tapioca é mais alto que o da batata frita, por exemplo. Para quem acorda e não faz exercício, ela já não é tão boa assim. É uma farinha sem nutriente nenhum. Já para um pós-treino pode ser uma boa opção (;

SUCO INTEGRAL DE UVA

Ele tem antioxidante? Sim. Mas também tem a mesma quantidade de açúcar que a coca-cola ou até mais! A quantidade de açúcar é tão alta que vai dar um pico de insulina alto e, consequentemente, virar gordura. A não ser que seja, de novo, num pós-treino, pois é a hora em que você vai repor o glicogênio, reserva de carboidrato que perdeu.

O CERTO É COMER DE TRÊS EM TRÊS HORAS

Será? Segundo a Letícia, isso depende muito, principalmente se seu objetivo é perder peso. Já tem vários estudos mostrando que isso não acelera o metabolismo, é um pouco de lenda urbana. Fora que a ideia de comer fracionado é não ficar com tanta fome para fazer escolhas melhores.

O que acontece na realidade é que as pessoas acabam não planejando as refeições muito bem, então, na verdade, você acaba com chances de comer coisas ruins de três em três horas.

CARBOIDRATO À NOITE NÃO PODE

A conta do carboidrato vai fazer mais diferença quando se pensa em tudo o que você comeu durante o dia. A Letícia mesmo defende comer menos carboidrato de manhã do que à noite. Calma que a gente explica!

Carboidrato dá sono, você come e relaxa e a sua digestão é mais fácil. Dependendo da sua rotina, é mais vantajoso deixar para comer esse carbo à noite, uma vez que você vai relaxar, dormir e talvez tenha até um sono melhor. Mas aí depende muito da rotina de cada pessoa.

SUCO DE LARANJA X CHOCOLATE

Você acredita que uma barra de chocolate Lindt 70% cacau (sim, inteira!) tem a mesma quantidade de açúcar que um copo de 300ml de suco de laranja? Ambos contêm 30 gramas de açúcar.

Como o açúcar vai dificultar o emagrecimento, às vezes é bom dosar e escolher onde incluir ele na dieta. E se engana também quem acredita que chocolate tá proibido. Um chocolate 70% cacau, por exemplo, tem várias coisas boas, como minerais como o magnésio e flavonóides. Diversos estudos ligam o cacau à redução de pressão arterial e doenças cardiovasculares, melhora a sensibilidade, a insulina, redução de cortisol (hormônio do estresse), melhora da ansiedade e humor e até a recuperação pós exercício físico, já que otimiza a vascularização e consequentemente o aporte de oxigênio e nutrientes para os músculos e cérebro, melhorando funções cognitivas também. 

AJINOMOTO

Sabe Ajinomoto? O nome daquilo é glutamato monossódico. Os cientistas usam para engordar ratos! O glutamato está adicionado em muitos produtos industrializados, como em salgadinhos, amendoim japonês, caldo Knor... Ele é um realçador de sabor, mas confunde um pouco nossas papilas gustativas e faz a gente comer mais. Melhor evitar, hein?

 

OPS!

Estamos com algum problema de conexão!

Por favor, atualize a página ou tente novamente mais tarde.