x

Mudança de hábitos Por que cometemos os mesmos erros sempre? É possível mudar isso?

Hábitos são muito mais poderosos do que imaginamos. Com frequência, agimos de acordo com o que estamos automaticamente acostumados a fazer ou de acordo as ‘nossas previsões’, extraídas dos resultados de situações vividas anteriormente, em vez de pararmos para pensar objetivamente sobre quais seriam o melhor comportamento ou decisão num determinado momento.

Tanto em situações delicadas quanto nas pequenas coisas do cotidiano, inúmeras vezes nos vemos “vítimas” de hábitos arraigados, dos quais nem sempre temos consciência, ou até mesmo que odiamos e gostaríamos de magicamente conseguir nos livrar. De acordo com estudos científicos, segundo o livro "O Poder do hábito – por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios", de Charles duhigg, é possível modificar comportamentos e transformar hábitos, mudando padrões de comportamento e criando novos caminhos neurais.

Claro, não é tarefa simples de se fazer sem o devido acompanhamento de um psicólogo, mas a simples tomada de consciência do problema, e a identificação dos novos padrões de comportamentos que queremos ter já podem ajudar, e muito, a não ficarmos tão reféns dos nossos hábitos.

Os hábitos são formados através da repetição. Quando repetimos as mesmas ações nas mesmas situações, nós ensinamos ao nosso cérebro um padrão, que acaba se tornando inconsciente com o passar do tempo. Depois de um tempo, essa resposta fica automática.

Borboleta

Mudando e criando novos hábitos

Para modificarmos nossos hábitos, devemos repetir a mesma ação na mesma situação, assim, cria-se uma conexão inconsciente entre a situação e a ação. Fácil falar, não é? A verdade é que mudanças de hábitos exigem uma tremenda força de vontade. Mas, a boa notícia é que, depois de um período de repetição, a nova ação ou resposta diante de uma situação começa a superar a resposta antiga. O que precisamos é ter força de vontade até que a nova resposta se torne automática, daí em diante fica bem mais fácil.

E quando queremos criar um novo hábito, completamente novo? O primeiro passo é ter um objetivo bem claro na cabeça e ter um plano de ação. Ajuda se conectarmos a ação com uma situação ou um hábito já existente. Por exemplo, se o objetivo é passar protetor solar, podemos estabelecer que, todo dia de manhã, logo depois de escovar os dentes, passaremos protetor solar. Assim, incorporamos a ação na nossa rotina diária.

Caso a força de vontade comece a fraquejar, pensar em alguém ou algo importante para nós pode ajudar. Assim como deixar mensagens de positivas e encorajadoras na porta da geladeira ou um bilhetinho no espelho do banheiro. Desta forma, fica mais fácil lembrar-se do hábito que queremos mudar e por que queremos mudá-lo.

 

OPS!

Estamos com algum problema de conexão!

Por favor, atualize a página ou tente novamente mais tarde.